“Fazer a análise de cores não significa não poder mais usar as roupas que você já tinha e nem ser proibida de usar sua cor favorita quando der vontade, é uma ferramenta muito útil para ajudar a descobrir como valorizar nossa imagem. Eu recomendo a análise de cores a todas as pessoas, independente do gênero, cor de pele ou cabelo”
Carina Y.T., médica

Ao longo da vida a gente sempre passa por fases de vestir sua cor preferida ou seguir as cores que estão "em alta", mas eu nunca tinha ouvido falar sobre análise de cores. Quando a Fabiana comentou sobre o processo, imaginei que era apenas referente ao uso de roupas super coloridas, quando na verdade vai além disso.

É só parar pra pensar em alguma blusa, cor de cabelo ou batom que sempre chama atenção (positivamente) não importa quantas vezes você use, não por ser uma coisa escandalosa, mas que naturalmente destaca algo que nem a gente sabe o que é. Os comentários que ouvimos costumam ser: - que batom bonito! - como essa blusa fica bem em você! e por aí vai.. Ficamos felizes considerando que foi um achado encontrar a blusa/batom tão bonitos, e até esquecemos que o elogio foi voltado para nós e não para a roupa/maquiagem. Parte disso eu descobri na análise de cores, cujo objetivo é justamente encontrar esse destaque pessoal nos pequenos detalhes do dia a dia: a cor do cabelo, das unhas, um lenço, uma bolsa, e claro, também as roupas. Após a avaliação, recebi uma cartela de cores e um dossiê para ajudar a escolher tons de maquiagem, acessórios, roupas e mostrar como usar isso na prática.

Fazer a análise de cores não significa não poder mais usar as roupas que você já tinha e nem ser proibida de usar sua cor favorita quando der vontade, é uma ferramenta muito útil para ajudar a descobrir como valorizar nossa imagem. Eu recomendo a análise de cores a todas as pessoas, independente do gênero, cor de pele ou cabelo. =)

Carina Y.T., médica
Voltar